Porque estou cercado de amor

Oceano profundo

Porque estou cercado de amor,
Falo de amor.
Um mergulho nas águas rápidas
e cristalinas do seu rio
e de lá não mais saí.

Noites se sucedem.
Marés vêm e vão...
E ali permaneço
estático feito a pedra
que não pensa nem sente.

O arrepio que sinto
Cada vez que a vejo ao longe,
não minto,
Não chega mais ao coração,
Que protegi, cansado de sofrer
Por esperanças vãs.

É por um sentimento
que há muito perdi
Que nem pisco mais, agora.
Para não arriscar perder
Um só instante de você,
sol da aurora.

Agüento firme as ondas,
Sorrindo até o entardecer.
Desta vez fico alerta
a espera do sol mergulhar sua luz
Em algum ponto além do horizonte.

No instante seguinte
a lua chega mansinha
e me pergunta
se com ela quero casar,
Tremo
E sem responder, sorrio

Sei que para essa pergunta de criança
Não há resposta séria,
Nem pode haver esperança.
Porque estou cercado de amor,
Falo de amor.

Helio Jenné

2 comentários:

Francine disse...

a boca fala do que o coração está cheio!
parabéns.....

Helio Jenné disse...

Obrigado pela visita, Fran! Passei a seguir o seu blog, que é muito bom! Um forte abraço.